terça-feira, 22 de abril de 2008

Ponto final?

Deixo um ponto neste espaço.

Talvez não tenha a habilidade correta, ou talvez eu não seja quem desejei ser algum dia.
Fica um traço de menino e um sonho ainda latente.

Não encontro tempo para o tempo me ajudar a ser o escritor que acreditei, mas certo da minha indecisão é que deixo este espaço tão emocionado quanto o dia que criei. Não sei se será um até logo ou um tchau com os olhos molhados e a cabeça baixa.

Deixo poucos, mas sinceros amigos. Amigos que conseguiram por meses a minha total atenção e carinho sem dizer o amor.

Gostaria de confessar que continuarei a carregar vocês em meu coração.

Apenas fica... a saudade pintada em um sorriso modesto e pelas palavras o lúdico sonho de escrever.

Um beijo para quem gosta do tal moço que um dia sonhou...

ahallais@hotmail.com

A paz! O amor!

Alexandre Hallais

13 comentários:

Uma vencedora... disse...

Alexandre...

Se tu estas por perto não faça isso!!!
O tempo também não me ajudas a cuidar do meu blog, mas assim como você, ele tem me ajudado a levantar a minha cabeça e lutar contra um mal que tentou destruir toda a minha juventude...
Não nos deixe, por favor!!! Você foi um dos unicos amigos que não me deixaram desistir da vida e me ajudou a lutar por ela.
Gosto-te como um irmão... É um prazer poder ler as suas belas palavras e tê-las guardada ao lado direito do peito...

Por favor, volte!!!

Janaína

Morena disse...

AHHHHHHHH sem essa!!!
Como ficarei eu sem tuas poesias?!?
Volta logo!
Bjokas

Nanda Nascimento disse...

OH!

Que pena Alexandre, estou sem palavras, vou torcer sinceramente que volte para este espaço o mais rápido possível pois já estou sentido saudades.

Ps: Quando puder faça uma visitinha no meu jardim.

Beijos e flores!!

Até Breve!!

Kari disse...

Sinceramente, eu não gosto de despedidas...
Passei um tempo longe, devido a problemas no pc, e, quando volto, percebo que muitos foram embora, outros deletaram os blogs... Poxa... Farão falta no mundo blogueiro...

Mas ei... quando der vontade, aprece, visse?

Um beijão da amiga e cunhadinha...
hehehehe

Palavras de um mundo incerto disse...

Irmão,
te mando email e vê se um dia volta?

Abs!

Marcos Ster

BABI SOLER disse...

Ah, não.
Mas se é mesmo preciso, sim.
Não tenho dúvida que tuas lindas palavras continuarão brilhando...se não em registros aqui, sussuradas aos ouvidos de quem tem o privilégio de contigo caminhar.
Um beijo e bom final de semana.

Adriano Veríssimo disse...

Não meu amigo...Não podes fazer isso! Não pode abandonar nossos dias e nos abençoar com suas palavras...

[aperto no coração]

ai...

Adriano DiCarvalho disse...

Que coisa mais bonita...!
Alexandre, curti muito seu espaço e vou passar a lê-lo. Te linkei.
Parabéns pelos textos. Vou ler mais alguns agora. até já.

Abs

Carolina; respira-me disse...

É uma verdadeira pena você nos abandonar!
Tenho um afeto muito grande por você Alexandre, até porque com vc aprendi muita coisa e esse blog realmente irá me fazer falta.

:(

mas, que siga suas estrelas e sempre que puder respira-me.

beijos imensos! muita paz pra vc! muita felicidadeeeeeeee!!!

тαynαн disse...

Odeio despedidas.. Mas o bom delas é que, sempre fica aquele gostinho de : voltaremos a nos ver.

Espero que esse gosto se realize.
Sucesso e felicidades.
Até um dia.

Miguel Barroso disse...

Tenho pena. Aguardo regresso! Passei cá para deixar outro link além d´A SEIVA, o EUSERIMPERFEITO

Um Momento disse...

Apenas te digo... até já...
Vou ficar á espera que resolvas voltar a escrever .pois embora não te comente muito assiduamente, gosto imenso de te ler...

Um beijo.. em ti

(*)

*¢£@üD!NhA''' disse...

Mas quanta angústia para essas idas e vindas!
Não quero que te vás quando chego; esperei-te e retorno para cá estar; e não conseguirei tolerar um adeus como a retomada de teus sinais.
Não faça isso para essas fibras de teu casulo.
Ou então, nos leve nas cores da asa da borboleta que segue teu rumo, no ar de um sonho.

...

Beijo enorme.