terça-feira, 29 de julho de 2008

Absorção

Ainda embebido pelo sereno
O terreno saboreia
E soterra.


Alguém gosta de Chico? Buarque?

Lá vai... estou escutando na voz do Oswaldo Montenegro...

João e Maria
Chico Buarque
Composição: Chico Buarque/ Sivuca
Agora eu era o herói
E o meu cavalo só falava inglês
A noiva do cowboy
Era você além das outras três
Eu enfrentava os batalhões
Os alemães e seus canhões
Guardava o meu bodoque
E ensaiava o rock para as matinês
Agora eu era o rei
Era o bedel e era também juiz
E pela minha lei
A gente era obrigado a ser feliz
E você era a princesa que eu fiz coroar
E era tão linda de se admirar
Que andava nua pelo meu país
Não, não fuja não
Finja que agora eu era o seu brinquedo
Eu era o seu pião
O seu bicho preferido
Vem, me dê a mão
A gente agora já não tinha medo
No tempo da maldade acho que a gente nem tinha nascido
Agora era fatal
Que o faz-de-conta terminasse assim
Pra lá deste quintal
Era uma noite que não tem mais fim
Pois você sumiu no mundo sem me avisar
E agora eu era um louco a perguntar
O que é que a vida vai fazer de mim?


Beijos para todos

4 comentários:

Cláudia I. Vetter disse...

Medo de Chico, grande medo. E gosto.

Olhando para o cálice, esperando as tuas volúpias.

;* rapaz!

Morena disse...

MPB assim é de altissimo nivel!
Bjokas

Palavras de um mundo incerto disse...

Irmão querido, tenho um livro aqui em casa que trata somente deste poeta social. Bah, já li algumas palavras dessa canção, linda!!!


Abs!!!


Marcos Seiter

Krika Muniz disse...

Nossa muito tempo sem vir aqui... o tempo passou eu nem li as lindas palavras que sempre escreve... preciso recuperar o tempo se é que isso existe, vou lá atrás ler o que perdi... saudades... Beijos!!!