segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Um final qualquer, desde que feliz

Estou pensando em você.
Faz tanto tempo que não te vejo, mas ainda te quero.
Não esqueci seu cheiro, muito menos seu olhar.
Tudo o que faço, levo para nossas memórias, nossa casa.
Não desisto de você e nunca vou desistir.
Nada pode retribuir o amor que você me deu... nada.

Somente uma cachorrinha tão especial, que viveu 5 meses como 50 anos poderia nos dar dias maravilhosos e intermináveis.

Um ano sem você... Amyzinha... um ano olhando a vida.
Com amor.

Um comentário:

Carolina disse...

Alexandre, quanto tempo!
Eu nao tinha visto teu comentário no meu blog, hoje fuçando nele achei e fiquei surpresa.

Espero que volte a escrever mais todas boniteza que você sabe escrever. :)

Um beijo :*