sábado, 1 de setembro de 2007

Congresso: o sumidouro do Brasil!

Palhaços de palanque

Estamos encurralados em nossas casas, enquanto os “doutores” ficam protegidos por suas imunidades parlamentares. Eles andam impecáveis, alinhados, financiados pelo nosso dinheiro. É verba para o terno, para viagens, para os carros, para moradia, ou seja, é sujeira por todos os cantos. Esses senhores andam com escolta, mas por quê?
Se eles são pessoas de bem, por que não freqüentam shoppings e bares como nós fazemos?
Esses “imunes” ao sistema corrompido causam mais câncer do que meus cigarros. Eles descobriram um teatro de fantoches e deram o nome de CPI... mas o que é CPI?
Bom, deve ser: “Cômicas Piadas Inventadas”. Só pode!
Enquanto isso, nós morremos pelas balas e pelas mãos dos covardes, mas cadê o poder público? Ah! Tá... está corrompido.
O meio é tão imundo que sinto vontade de vomitar naqueles ternos importados. Essa gente “imune” merece todo nosso protesto. Enquanto concordarmos com estes “doutores”, ficaremos à mercê da violência urbana.
Devemos marchar em direção aos nossos direitos e fazer prevalecer a maioria.
Vamos cobrar e reivindicar desses homens qualificados em fazer cagadas.
Cadê a polícia?
Cadê a segurança?
Esses lobos em peles de ovelhas são covardes.
Morre um, morrem milhares de brasileiros e nada. Todos os dias aparecem pessoas chorando nos jornais, e nada acontece.
Aliás, eles não deveriam ser notícia, os “polítiCUS”. Eles deveriam descer pela rede de esgoto, enquanto marchávamos para o congresso.
O Brasil é nosso.
Cada um pode doar força de alguma forma, é apenas uma questão de organização e vontade.


Alexandre Hallais – 31/08/07

Um comentário:

Palavras de um mundo incerto disse...

Desculpe estar invadindo seu espaço, mas estou aqui para te dar o parabéns pela homenagem ao NETTO.

Parabéns pela atitude!!!

Abs!!!

Marcos Ster

Ps:Li só o título deste teu texto, mas voltarei para lê-lo.