segunda-feira, 22 de outubro de 2007

A síndrome do medo...



A síndrome do medo


O que devo te dizer?
O que já não ouviu?
Peço que me ajude
A desistir,
Mas leve minhas poesias
Escritas sobre suas costas
Nuas,
Depois de eu ter me achado
No teu corpo.
Leva meu agrado
Que a mudança eu te ajudo,
Nossos intentos, únicos bens,
Leve contigo.
Não ponha desconfiança
Nos próximos olhares:
Que Deus te ajude!


(Hallais, Alexandre – Rio de janeiro, 2 de março de 2006)

9 comentários:

Palavras de um mundo incerto disse...

Um tempo já realizei essa poesia.

Disse muitas coisas,
mas também morei nas suas coisas.
Mas que coisas são essas?
É os momentos, os desejos, os amores, as felicidades e as paixões.

Com ela as declarações numa redenção que um dia nos deu tantas emoções inesquecíveis.

Saudade de ti
poesia.


Abs irmão!!!

Boa semana!!!

Marcos Ster

Kari disse...

E é por isso que eu sou apaixonada pelos poetas!

E tu, és um dos meus favoritos!

Fica bem, tá?
Um beijão,
Kari

::.Lua.:: disse...

.a foto do teu perfil é perfeita.
.tenho uma muito parecida, mas sorrindo... sorrindo muito... sempre feliz!

.karol holzer.
http://umatequilaporfavor.zip.net

A bailarina, disse...

Que bela essa poesia.!
:)
Beijos, fica com Deus.!
:*

Palavras de um mundo incerto disse...

Obrigado, Alexandre.

Quando eu ir, vou adorar passar aí com vocês. Obrigado pelo "saudade da tua voz". Fico tri feliz com isso. Mais feliz é por conhecer pessoas que não são fantoches e sim seres humanos.

Abs!

Já ia esquecendo: Curto muito o Engenheiros. Bah, eles são foda. Brilharam exatamente no ano que nasci. **hehehehe**

Abs e fico feliz que um dia quando eu ir visitar o Rio, vou poder conhecê-los.

Marcos Ster

Patricia disse...

Amigo, suas palavras são sempre bonitas e tocam fundo o coração.
Beijos e saudades!
Paty

Micha Descontrolada disse...

nossa q lindo...definitivamente: amo o seu jeito de escrever.
e obrigada pelo comentário tão carinhoso deixado sobre o falecimento da Pepitinha, q completou 15 dias ontem.


/(,")\\
./_\\. Beijossssssssss
_| |_.................

Adriano Veríssimo disse...

Meu caro Alexandre!

Fico sempre muito feliz quando vejo suas escritas. Percebo o tamanho coração que tens, e isso dá gosto de ver.

E tenha a certeza absoluta que porrada só causa hematoma, raiva gosto de vingança. Um estatística:

* 100 moleques entram na FEBEM...
* 60 são transferidos para o internato, onde passarão pelo menos 08 anos presos...
* Os outros 35 saem da FEBEM e morrem no prazo de 05 anos...
* Os 05 restantes tentam um vida comum, + apenas 01 consegue ter uma família e levar o bem para alguém...
* Dos primeiros 60, 01 chegou a líder, como MARCOLA e os outros, são os chefes do tráfico, estupradores, assassinos, contrabandista...

E isso tem fim?

Claro que não, eles não aprenderam outra coisa, a não ser, ter raiva, querer vingança e odiar polícia...
É a realidade!

Meu irmão, obrigado por se fazer presente em meu BLOG...

= )

Forte abraço,

Adriano Veríssimo

Adriano Veríssimo disse...

Sobre o Post...

Medo...Que sentimento é esse que nos cega e nos obriga a ter nova visão?

Que nos tira o fôlego, e engano pensar que é o amor, pois o amor, nos tira o fôlego mas nos põe enfrente a brisa refrescante e ventilada...O medo não, nos tira o fôlego e penetra em nosso peito com pedaço de gelo seco...

...DÓI!

= )